Repelente lagartixa – Seis plantas que funcionam como repelente natural

Repelente lagartixa - Seis plantas que funcionam como repelente natural

Repelente lagartixa – Seis plantas que funcionam como repelente natural

Repelente lagartixa – Seis plantas que funcionam como repelente natural a citronela é uma das opções de repelente natural Plantas são eficientes no combate aos insetos e mais sustentáveis que os repelentes químicos.

Plantar uma semente, regá-la, introduzir terra e acompanhar seu crescimento natural. Todas essas são práticas que os amantes de plantas adoram realizar – muitas vezes as encaram até como terapia. No entanto, certas plantas atraem insetos, que podem inibir o próprio crescimento dos vegetais ou trazer transtornos por causa de sua grande concentração e reprodução.

Para acabar com insetos no jardim e também dentro de casa, uma opção saudável e ecológica é cultivar plantas que funcionam como repelente natural.

Repelente lagartixa – Repelente tradicional de mosquitos está ligado a problemas neurológicos

Devemos nos preocupar com o piretroide dos inseticidas? Ter em casa um vasinhos que por si só já é um repelente natural é uma ótima forma de evitar o uso de pesticida e do repelente tradicional, já que que esses produtos são nocivos não só para as plantas, mas para a saúde humana, pois contêm substâncias tóxicas.

Especialmente nos locais de grande incidência de insetos, criar plantas como citronela, hortelã e alecrim é de grande ajuda para quem procura um repelente natural. Antes de mais nada, é importante tomar algumas atitudes para manter sua casa protegida dos insetos e mosquitos.

Confira oito dicas livres de química nociva no vídeo abaixo:

Repelente lagartixa – Plantas que agem como repelente natural

Se você já arrumou sua casa, tirou qualquer foco de água parada, limpou os cantinhos e os insetos e mosquitos continuam aparecendo, colocar alguns vasos ou abrir um espaço nos canteiros para plantas que atuam como repelente natural pode te ajudar. Confira opções:

Repelente lagartixa – Citronela

Outro excelente repelente natural contra mosquitos, principalmente os borrachudos e os pernilongos. Caso seja combinada com outras duas plantas que também funcionam como repelente natural, a erva do gato e a cascata gerânio, o efeito da citronela se torna ainda mais potente.

Além da planta em si, você também pode fazer uma vela de citronela. Esse tipo de vela tem grande eficiência para espantar mosquitos e ainda deixa um bom aroma no ambiente doméstico. Veja como fazer na matéria “Como espantar mosquitos? Vela de citronela”.

Repelente lagartixa – Lavanda

Além de ser uma planta que pode perfumar ambientes internos, devido ao seu cheiro adocicado, e decorá-los, por causa de sua beleza, a lavanda ajuda a espantar mosquitos. Subproduto do óleo essencial, o hidrolato de lavanda é excelente relaxante e hidratante

Repelente lagartixa – Manjericão

O cheiro forte da planta afasta moscas e mosquitos, fazendo dessa saborosa erva um repelente natural de insetos. Manjericão: usos, benefícios e como cultivar

Repelente lagartixa – Crisântemo

A flor também atua como repelente natural, ajudando a manter baratas, percevejos, pulgas e carrapatos afastados.

Repelente lagartixa – Hortelã

Basta plantar várias em torno do seu jardim que as formigas não vão mais incomodar suas plantas. Além de ser um repelente natural para os insetos, a hortelã é uma planta com diversos benefícios – saiba mais na matéria “Dez razões para plantar hortelã em casa e como utilizá-la”.

Aproveite para conhecer também outras formas de acabar com formigas naturalmente.

Repelente lagartixa – Alecrim

Também é um repelente natural de mosquitos e pode ajudar a manter gatos afastados de locais em que sua presença seja indesejável, como numa caixa de areia destinada para o lazer de crianças. Basta colocar algumas folhas de alecrim no local – os gatos não gostam do cheiro da planta.

Alecrim: benefícios e para que serve

Confira um vídeo (em inglês) sobre as diferentes plantas repelentes de insetos.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE: Segundo a Anvisa, apenas repelentes com químicos à base de icaridina são eficazes contra o Aedes aegypti (o mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya). Os repelentes à base de neem, citronela e andiroba não contêm esse princípio ativo.